segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Elba Ramalho sonha em construir uma escola de música no Sertão

Vitoriosa. Esse é o adjetivo que retrata a história da cantora paraibana que mais se destaca no cenário artístico nacional e viaja pelo mundo inteiro com a cultura nordestina arraigada nos seus valores e sonhos. Elba Ramalho, que nasceu em Conceição, Sertão paraibano, chegou ao Rio de Janeiro, passou fome e hoje, com 35 anos de carreira, guarda na sua história as conquistas mais desejadas por qualquer artista brasileiro. Ela esteve na Paraíba e despertou emoções e aplausos com o show do seu novo disco, o primeiro independente, ‘Qual o assunto que mais lhe interessa?’, bem como afirmou que seu maior sonho é construir uma escola de música na sua cidade natal, Conceição.Ela contou que tem os pés fincados nas suas raízes. “Os meus pés nunca saíram daqui. Até porque eu tenho um pai de 91 anos que mora no Sertão e toda a minha história, a minha representatividade como artista que passeia pelo mundo todo, é a partir do xaxado, do xote, do baião que canto, e do meu sotaque, que mesmo que eu fale com um jeitinho carioca, pois são 35 anos morando no Rio de Janeiro, na hora da rapadura é ‘traga um pedaço que eu quero comer!’. A Paraíba está sempre presente no meu coração”, destacou.Sobre a vontade que muitos paraibanos têm de ver a Elba mais presente em projetos no Estado, ela disse que seu maior sonho na atualidade é construir uma escola de música aqui. “Eu gostaria de fazer uma escola de música na minha terra natal, Conceição. Estou lutando para que isso aconteça. A distância é que dificulta, eu morar no Rio de Janeiro e ficar com elos em Conceição, mas não vou sossegar enquanto não realizar esse sonho de abrir a escola lá e quem sabe em outros lugares”, declarou. Ela disse que está sempre à disposição. “Nunca ninguém me chamou para fazer um show beneficente ou dar uma palestra sobre qualquer tipo de necessidade social ou cultural que eu não fosse. Minha questão toda são filhos, tempo e essa loucura que é a nossa vida”, apontou.

Créditos: Jornal da Paraíba

Um comentário:

Gabriel Lima disse...

Lindo texto!! Que Elba consiga realizar mais este sonho generoso como somente ela sabe ser!